Médicos pedem auxílio do  Executivo em ações de combate  ao câncer de mama

Nesta terça-feira (14/9), em reunião solicitada pela vereadora da Capital Fernanda Barth (PRTB), um grupo de médicos mastologistas reforçou à Primeira-Dama, Valéria Leopoldino, e ao secretário da Saúde, Mauro Sparta, a necessidade de realizar campanha e divulgações para as mulheres quanto à realização de mamografias e o funcionamento do fluxo dos exames, especialmente com a chegada do Outubro Rosa. Presentes o presidente do Sindicato Médico do RS, Marcelo Matias, as médicas mastologistas Michela Marczyk e Talita Cerutti, e o presidente da Sociedade Brasileira de Mastologia – Regional RS, Leonidas Machado.

Ao destacar a importância do encontro, Barth lembrou dados do Ministério da Saúde os quais apontam que, com o advento da pandemia, o número de mamografias reduziu quase pela metade no Brasil. “Em 2019, foram 2.130.799 no primeiro semestre e, em 2020, 1.132.237. Vamos levar esse assunto da mobilização para a Câmara, pois o diagnóstico precoce é fundamental para reduzir a incidência de casos e a mortalidade”, pontuou a vereadora.

A médica mastologista Michela Marczyk afirmou que, neste ano, são esperados cerca de 66 mil casos de câncer no país e 19 mil mortes entre mulheres. “Câncer de mama é o que mais mata, seguido do de pulmão, colo retal e colo do útero. É preciso enaltecer o mastologista, muitas vezes pouco valorizado no sentido de contratação. Queremos, junto à Secretaria, fazer campanha de orientação para mulheres sobre o fluxo de exames. Como é, como fazer, onde mostrar, como melhorar o acesso às biópsias”, esclareceu.

Já a médica mastologista Talita Cerutti, fez a entrega de projeto com o modelo de atendimento feito no Centro de Especialidades Clínicas em Cachoeirinha, onde não existe demanda reprimida. O presidente Leonidas também evidenciou que hoje na Capital há um grande gargalo entre fazer a mamografia e a biópsia e que ações educacionais são primordiais.

Apoio do Executivo Municipal

Em nome do Executivo, a Primeira-Dama afirmou que a pauta é importante e que faz questão de dar visibilidade. “Nosso partido é Porto Alegre, são as pessoas e, com certeza, usaremos nossos meios para divulgar e potencializar ações de combate ao câncer de mama”, apontou Valéria. Junto a isso, o secretário Sparta disse que as políticas públicas estão sendo aperfeiçoadas, tendo em vista a defasagem causada pela pandemia.

O presidente do SIMERS também colocou a estrutura da entidade à disposição e fez a sugestão de busca ativa de mulheres para seus exames e consultas via celular. “Estamos sempre prontos para agregar nossa comunicação e força de trabalho para poder ajudar”, informou Matias.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe seu comentário

Acompanhe a
Fernanda barth

Receba em primeira mão todas as novidades da
Fernanda Barth no seu e-mail.

  • Faça parde do grupo no WhastApp