RS perde 88,6 mil empregos entre janeiro e agosto

A incapacidade de governar de Eduardo Leite gerou consequências aos gáuchos. A reportagem de Gaúcha ZH apurou que 88,6 mil empregos foram perdidos de janeiro a agosto deste ano. Em termos percentuais, o Rio Grande do Sul amargou a quinta maior perda entre os Estados.

Em meio à pandemia, os gaúchos lidam com mais uma crise: a do desemprego. A quantidade de vagas fechadas durante o ano supera, por exemplo, a população de um município como Lajeado, no Vale do Taquari (85 mil habitantes).

Ainda, o Rio Grande do Sul é um dos Estados onde o empreendedor menos tem liberdade para trabalhar. Aqui, os impostos altos e a elevada burocracia não atraem investidores. Além disso, agora, com os decretos que mais prejudicaram do que beneficiaram, chega o desemprego e um futuro sem esperança.

Chega de tanta incompetência e negligência.

Leia a matéria completa de Gaúcha ZH:

https://gauchazh.clicrbs.com.br/economia/noticia/2020/10/rs-perde-886-mil-empregos-formais-entre-janeiro-e-agosto-ckgas22mw000i012tx99zakp4.html

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe seu comentário

Acompanhe a
Fernanda barth

Receba em primeira mão todas as novidades da
Fernanda Barth no seu e-mail.

  • Faça parde do grupo no WhastApp